08 fev 2017

Soluções Usiminas fornece tubos de aço para o primeiro moinho da América Latina fabricado em estrutura metálica

A Soluções Usiminas, braço de transformação do aço da siderúrgica mineira, é responsável pelo fornecimento dos tubos que irão compor o primeiro moinho da América Latina em que os silos – usados para armazenamento de produtos agrícolas – serão feitos em estrutura metálica. A construção do moinho de trigo em Bento Gonçalves (RS), conduzida pela empresa M. Dias Branco, tem potencial para tornar a companhia referência no fornecimento de tubos para novos projetos nesse segmento.

Sérgio Cantelli, especialista comercial da Soluções Usiminas, explica que os produtos que farão parte da estrutura, fabricada pela Tibre com o aço Usiminas “Civil 300”, já começaram a ser fornecidos para a obra, que deve ser concluída em setembro deste ano. “Começamos a discutir esse projeto em junho do ano passado e já fizemos fornecimentos entre agosto e novembro de 2016 e em janeiro deste ano. O restante deverá ser entregue em abril. A nossa expectativa é de que esse projeto pioneiro nos coloque no radar das empresas quando outros moinhos forem construídos no país”, afirma. A agilidade na entrega reflete a sinergia entre a Usiminas, que fornece os aços, e a Soluções Usiminas, que transforma e distribui os produtos, agregando serviços (como corte e solda), logística e a adaptação de volumes às necessidades dos clientes.

Parceira da Usiminas desde 1982, quando foi fundada, a Tibre espera que o empreendimento possa abrir o caminho para uma mudança de paradigma. De acordo com Eduardo Breda, diretor da companhia gaúcha, o projeto do moinho contemplava originalmente o concreto, que é o material mais usado na construção de silos. “Nos solicitaram uma nova proposta com a aplicação de aço e desenvolvemos um protótipo metálico em tamanho real, em que utilizamos tubos da Soluções Usiminas. Depois disso, o projeto mudou, principalmente pelo custo-benefício alcançado com o uso do aço”, diz o diretor.

Segundo Breda, com a estrutura metálica, é possível reduzir o prazo de execução do projeto e, consequentemente, aumentar a segurança da operação, pelo fato de menos pessoas serem envolvidas na obra e em um tempo muito inferior se comparado a uma construção em concreto. “Conseguimos montar 12 silos em dois dias, envolvendo oito pessoas. Se fosse utilizado o concreto, seria necessário um número no mínimo cinco vezes maior de tempo e profissionais para que a mesma quantidade de silos fosse construída.”

Comentários

comentários


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *